quinta-feira, 1 de julho de 2010

Preciso aprender a ter calma.

Preciso aprender a ter calma;
Preciso aquietar minha alma;
Preciso aprender a respirar;
Bem fundo e o ar segurar;

Preciso entender como não me ferir;
Como pode ser bonito olhar uma criança dormir;
Preciso sim lembrar mais de mim;
Preciso lembrar como, de novo, ser feliz;

Como posso ter esquecido assim de mim?
Eu era uma menina, às vezes triste eu sei;
Mas bastava um papel de bala, um beijo ou um abraço;
E meu sorriso em poucos segundos voltava;

Hoje eu sei, só isso não me basta;
Hoje procuro bem mais que um papel de bala;
Hoje eu quero conseguir calma, só calma;
Pois minha alma já está muito cansada;

As tormentas e tempestades por que passei;
Levaram-me as alegrias e os sonhos que sonhei;
De repente, em pleno deserto, só, eu acordei;
Acho que fiquei doente e nunca mais me recuperei;

Por isso, preciso aprender a ter calma;
Pra isso, preciso entender minha alma;
Preciso entender o tempo como faz o mar;
Preciso aprender a me amar para me salvar.


Mariana Lima de Almeida.

01/07/2010
Postar um comentário